quinta-feira, 18 de junho de 2009

Alzheimer -Sapato com GPS

Andava no site da CNN, e houve um artigo que me cativou a atenção.
É um artigo sobre a doença de Alzheimer. Cada vez mais, sabemos do estreito laço entre a saúde das pessoas e das tecnologias emergentes.
Assim, foi apresentado, ainda que numa fase inicial ,uma solução que pode melhorar em muito os doentes com esta patologi,a e os que cuidam destes.
Está na "forja" um sapato com GPS destinado a estes pacientes. Deixo aqui a noticia sobre isto, devidamente traduzida.
E assim espero, que de alguma forma, possa ajudar alguém com esta transcrição!
"Doentes com Alzheimer, cuja demência pode facilmente tornar-se confusa ou desorientadora para os doentes. É comum os doentes irem passear e sair de casa e depois não serem capazes de encontrar o seu caminho de volta. O sapato é o mais recente de uma onda de dispositivos, sistemas de casa que lembram as pessoas para tomar a sua medicação, orientados no sentido de manter os doentes de Alzheimer seguros.
VKathi Cordsen, um Reporter na Califórnia, cuja tia tem a doença de Alzheimer, congratulou-se com o desenvolvimento do sapato. "É realmente triste como esta doença manifesta-se em uma pessoa", disse ela. "Acho que estes sapatos poderiam ajudar muito famílias a poder manter os seus entes queridos em casa em vez de colocá-los em um lar."
Carle, um especialista em envelhecimento e de tecnologias de apoio a doentes, disse que as empresas estão a aperfeiçoar formas de tecnologia pode melhorar a qualidade de vida dos idosos. O mercado de microchips com base em tecnologia por si só é um valor estimado US $ 5 bilhões, disse ele. Enquanto dispositivos de rastreio podem ajudar as pessoas com demência a viver autonomamente, eles também suscitaram preocupações éticas sobre o consentimento informado e à intimidade das pessoas, de acordo com Gayle Willis da Alzheimer's Society, no Reino Unido. "Enquanto as pessoas com demência, estão envolvidos na tomada de decisão progresso, e de vida assistida, estas tecnologias podem desempenhar um papel importante para ajudar as pessoas a viver bem com demência" disse ela à CNN. Mas, Willis notar,não podem ser um substituto para a boa qualidade dos cuidados médicos e mais investigação mais precisa deve ser feita para ver se os produtos que funcionam melhor para as pessoas.
O sapato é uma colaboração entre GTX Corp, uma empresa especializada em dispositivos miniaturizados GPS, e calçado Aetrex companhia. Sessenta por cento dos doentes com Alzheimer vai se perder pelo menos uma vez, disse Carle. Porque muitas vezes não procuram ajuda ou assistência que precisam, quase metade deles risco de morte se não forem encontradas no prazo de 24 horas, ele disse. Electronic pulseiras e braceletes tornozelo têm sido usados para monitorar aos que sofrem desta demência, mas esses dispositivos, tendem a ser volumosos e desconfortáveis. Os sapatos, por outro lado, são concebidos para serem discretos. Os testes de um protótipo são esperados e conclusão dos testes para o final do ano e o sapato provavelmente será lançado em 2010."
in www.cnn.com at 17/06/20029

2 comentários:

Nirvana disse...

Uma excelente ideia, sem dúvida!
Tenho uma amiga, a M., cuja mãe tem Alzheimer. Muito triste. A mim, que conheci a D.G. antes, dói-me o coração quando a vejo agora, mesmo ela não se apercebendo. E dói-me ainda mais ao ver o que a M. sofre. É muito complicado. Ainda bem que há pessoas que se dedicam a fazer coisas construtivas, que beneficiam quem precisa.
Obrigada por divulgares isto. Vou-lhe dizer. O maior medo dela é que a mãe saia...

Engenheiro disse...

Nirvana, as tuas palavras aindam vieram reforçar o que senti quando resolvi partilhar este Post.
Podes vizualizar o artigo na sua totalidade no site da Cnn em http://edition.cnn.com/2009/HEALTH/06/10/gps.shoes/. Podes passá-lo à tua amiga pois na minha opinião ela deveria lê-lo. Espero só por isto ter ajudado!